100 ANOS DE WALDEMAR PIRES FERREIRA


Dr. Waldemar e D. Ica em passeio pela Capital Federal, Rio de Janeiro
Dr. Waldemar e D. Ica em passeio pela Capital Federal, Rio de Janeiro
Dr. Waldemar e D. Ica em passeio pela Capital Federal, Rio de Janeiro
Waldemar Pires Ferreira nasceu em 9 de fevereiro de 1911, na Rua Padre Rolim, em Cajazeiras, sendo filho de Galdino Pires Ferreira e Crisantina Pires Cartaxo Sobreira Rolim.

Fez os primeiros estudos na Escola do Professor Crispim Coelho, tendo como alguns dos seus colegas: Hygino Pires Ferreira, Monsenhor Vicente Freitas, João Guimarães Jurema, e Tota Assis. Cursou o secundário no Lyceu Paraibano em João Pessoa.

A sua formação superior deu-se na Faculdade de Medicina da Universidade do Brasil, no Rio de Janeiro, em 1934, sendo o mais jovem da turma com 23 anos. Sua tese de Doutorado “A Tuberculose no Estado de São Paulo” foi publicada no mesmo ano. Entre seus professores destaca-se Dr. Miguel Couto. Entre seus colegas de faculdade, Reinaldo De Lamare (pediatra), Pedro Bloch (entre outras funções, dramaturgo), Jorge Marsilac (Fundador do Hospital do Câncer).

Iniciou suas atividades profissionais ainda na década de 30 do século passado no Rio de Janeiro. Na década seguinte, estabeleceu-se na cidade de Sousa, vindo para Cajazeiras em fins da década de 40, onde consolidou a carreira, prestando serviços no Hospital Regional de Cajazeiras, aonde fora admitido por concurso, e no SAMDU, precursor do INPS/INAMPS, atual INSS. O seu consultório era instalado na Avenida Presidente João Pessoa, número 40 e geralmente o atendimento era gratuito nas suas especialidades de Clínico Geral, Cirurgião e Radiologista.

Casou em 1953 com Íracles Brocos Pires Ferreira, com quem teve os filhos Jeanne Brocos Pires Ferreira (Arquiteta) e Saulo Péricles Brocos Pires Ferreira (Engenheiro Mecânico e Advogado). Após ficar viúvo, casou-se com Ilma Rodrigues, com quem tece um filho: Waldemar Pires Rodrigues Júnior.

São netos de Waldemar Pires Ferreira: Mariana Pires Borsoi (Arquiteta), Lívia Pereira Brocos Pires (Dentista), Gabriel Pires Borsoi (Arquiteto), Waldemar Pires Ferreira Neto (Mestre em Ciências da Computação) e Marina Pereira Brocos Pires (Acadêmica de Farmácia).
Faleceu em 20 de outubro de 1996 e seus restos repousam no Cemitério Coração de Maria em Cajazeiras.

LEIA MAIS:

O elogio ao homem-médico Dr. Waldemar Pires Ferreira por ocasião do transcurso do centenário de seu nascimento, por Pepé Pires Ferreira

O ícone Waldemar Pires Ferreira, por Frassales Cartaxo

Um pouco de história ou Viva o Dr. Waldemar!, por Sabino Rolim Filho

Dr. Waldemar: o professor, o médico e o rotariano, por José Antonio de Albuquerque

Um apóstolo da Medicina, por Lúcia Rolim

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *