Cajazeiras-PB, 16/12/2017
HOME » SAÚDE & BEM-ESTAR » UPA de Cajazeiras será contemplada com recursos do Governo Federal

UPA de Cajazeiras será contemplada com recursos do Governo Federal

Mais 28 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da Região Nordeste vão receber recursos do Ministério da Saúde. Essa medida atende a necessidade apontada pelos estados das UPAs que estão em funcionamento, mas sem contrapartida do Ministério da Saúde. Medidas administrativas e negociação com fornecedores permitiram a economia R$ 384,3 milhões, que serão utilizados em financiamento de 99 unidades de pronto atendimento no país e aquisição de 7,4 milhões de unidades a mais de medicamentos. As reduções vieram da revisão de contratos, cargos, ajustes em projetos, compra de medicamentos e insumos estratégicos. Na Paraíba, unidades de João Pessoa e Cajazeiras, no Sertão, a 468 km da Capital, serão beneficiadas.

No Nordeste, foram contempladas unidades dos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte.

“Um dos meus compromissos ao assumir a gestão do ministério foi de otimizar os recursos que já existiam para melhorar o Sistema Único de Saúde (SUS). E, em três meses, já temos um resultado expressivo. Enxugamos a máquina, revimos negociações, permitindo o reinvestimento em pontos estratégicos do atendimento”, ressalta o ministro Ricardo Barros. O aprimoramento dos gastos públicos está entre as 11 prioridades apresentadas por ele no momento em que assumiu o cargo. “Estamos fazendo um trabalho com a Presidência para não reduzir o orçamento da saúde e utilizar os recursos com mais eficiência. Nesses 100 dias de gestão, conseguimos um resultado muito significativo, que se traduz em mais atendimento para a população e mais acesso a medicamentos”, acrescenta.

Entre as medidas adotadass estão extinção de 417 cargos; redução média de 33% em despesas de serviços gerais, sem prejuízo nas atividades; redução média de 20% dos valores contratados com todas as empresas de tecnologia, sem alteração de finalidade; redução de até 39% dos valores na aquisição de medicamentos e insumos estratégicos, a partir da negociação de preço, sem perda em cobertura; entre outras ações.

Considerando todas as ações de gestão realizadas pela pasta, a eficiência total da economia foi de R$ 857,1 milhões. Isso significa que foram economizados R$ 384,3 milhões em contratos, houve a contenção do reajuste inflacionário no valor de R$ 447,8 milhões, e de R$ 25 milhões nos convênios para compra de aceleradores lineares.

UPA

SOBRE Portal Correio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *