Cajazeiras-PB, 23/10/2017

Super-herói ‘Grandman’ emite carta aberta à cidade de Campina Grande

grandman

O super herói campinense, ou Super Tropeiro como ficou conhecido, supostamente emitiu uma carta aberta explicando sua motivação para agir. A carta é direcionada à Campina Grande e foi enviada ao Click PB. O Super Tropeiro tem sido visto na noite campinense enfrentando os casos de violência e foi inclusive filmado agindo.

De acordo com a carta, o Super Tropeiro, ou Grandman, como se intitula, afirma que é apenas um homem comum que levanta de sua cama todos os dias com a missão de fazer algo a mais. O Super Tropeiro afirma que recentemente decidiu que, para enfrentar a violência que cresce constantemente em Campina Grande, não ficaria apenas parado diante do computador e que precisava agir.

“Eu decidi abdicar do meu conforto, do meu bem estar, da segurança e dos meus medos, descobri em mim uma força que me impulsiona a praticar o bem, a evitar que o mal machuque outras pessoas como já me fez um dia”, enfatiza.

O justiceiro campinense ainda afirma que não é um louco correndo pelas ruas, mas que se sente responsável por aqueles que não têm onde dormir e que são vítimas da violência.

O Super Tropeiro finaliza seu manifesto demonstrando seu amor à cidade que defende ao dizer que “em meu uniforme, trago as cores da cidade que amo, Campina Grande, é por ela que luto e me batizo, GRANDMAN, o super tropeiro”.

 

Confira na íntegra a Carta aberta de um “Super-Herói” à Campina Grande

 

UMA CIDADE PRECISA DOS SEUS HERÓIS

Seria um pássaro? Um trem? Um avião? Não, afirmo somente que sou um homem comum, qualquer um com o poder de se levantar de sua cama todos os dias com a missão de fazer algo a mais, para que no fim desta jornada tenha feito de sua própria vida uma aventura honrada. 

Numa cidade onde cresce a violência, o medo e o egoísmo, não podemos deixar que a paz, a esperança e o amor ao próximo morram, se não estaremos todos fadados a uma discrença sem fim em nós mesmos, seres humanos. 

Da mesma forma que um cidadão sonha em ser médico, pintor, bailarino ou agricultor, ele tem o direito de sonhar em mudar o mundo através do que faz, nem que para isso comece como um grão, mudando o lugar e as pessoas de onde mora. Recentemente, decidi que a minha consciência não ficaria estancanda em uma ideia ou em um monte de palavras impotentes diante do computador, a nossa indignação precisa, necessita ultrapassar as barreiras de nossas casas se transformando em ações que causem reações positivas em cada um de nós, faça a sua parte por um dia melhor, comece desejando um bom dia a alguém na rua, no trabalho, faça algo por um lugar melhor, ajude. No meu caso, eu decidi abdicar do meu conforto, do meu bem estar, da segurança e dos meus medos, descobri em mim uma força que me impulsiona a praticar o bem, a evitar que o mal machuque outras pessoas como já me fez um dia. Acredito que o sentido da vida é amplo, portanto, estou fazendo deste momento o sentido da minha, disposto a abdicar dela se preciso for. Esta é a minha forma de ajudar, qual a sua?

Não sou um louco correndo nas ruas, me sinto um dos responsáveis por aquele que não tem onde dormir, pela vítima de um assalto, por aquele que pede comida na rua ou pela mãe do filho assassinado, cansei de encarar a violência gratuita como algo banal, de rotina. Não sei quando ou como tudo isto vai acabar, no final o que importa é que onde alguns verão um absurdo eu verei o momento mais emocionante da minha vida, estou fazendo a minha história. Em meu uniforme, trago as cores da cidade que amo, Campina Grande, é por ela que luto e me batizo, GRANDMAN, o super tropeiro.

Campina Grande, 20 de maio de 2014.

CLICKPB

SOBRE Christiano Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *