[RUBENS NÓBREGA] Cidadãos montam ‘agenda de assaltos’ e ironizam ideia do governador


A escalada da violência na Paraíba aterroriza a maioria da população desprotegida, mas não abala a capacidade de muita gente boa que recorre ao humor e à ironia para criticar a inabalável certeza das autoridades estaduais de que vivemos no paraíso da propaganda de governo.

A crítica mais contundente ou a mais criativa é divulgada na Internet, principalmente através das redes sociais, onde, por exemplo, um cidadão montou e postou na tarde desta quinta-feira (11) uma “agenda de assaltos” da Grande João Pessoa. Uma agenda baseada em fatos reais, tenham a certeza.

Entre os itens anotados, três remetem às investidas de ontem de ladrões armados contra lojas de material de construção localizadas à margem da BR 230, na chamada Estrada de Cabedelo (BR 230). Outros dois a arrastões. Um cometido na avenida Rui Carneiro, em um trecho em obras; o outro, em concorrida lanchonete da Capital na Epitácio Pessoa.

Já entre os crimes de hoje foram divulgados os assaltos a uma loja de roupas no Funcionários II, pela manhã, e a uma loja de celulares na rua Barão do Triunfo, no Centro Histórico de João Pessoa, no começo da tarde. No bairro, quatro homens levaram praticamente todo o estoque de roupas encontrado no estabelecimento, especializado em moda para surfistas. “Eles fugiram em um Classic preto, levando camisas, bermudas, óculos, sandálias e meias”, contou uma vítima.

No centro, o assalto foi praticado por apenas um bandido, que entrou, dirigiu-se a uma vendedora e a ela mostrou o que trazia dentro de uma bolsa. Possivelmente uma arma de fogo, porque ato contínuo recolheu sem resistência alguma 18 celulares de um mostruário, guardou os aparelhos dentro da mesma bolsa que trazia e foi embora na maior tranquilidade.

Guardar em casa?

Diante de fatos dessa natureza, multiplicam-se também nas redes sociais os memes e comentários jocosos sobre a proposta do governador Ricardo Coutinho, dirigida aos bancos, de recolhimento diário do dinheiro de caixas eletrônicos no final da tarde, para reposição no dia seguinte.

Este blog já publicou algumas dessas tiradas, como aquela que sugeria o esvaziamento das prateleiras e gôndolas de supermercados ao anoitecer para reabastecimento pela manhã como saída para evitar ou diminuir os ataques de assaltantes como aqueles que invadiram semana passada, por duas vezes, o Hiperbompreço do Bessa.

Hoje, após a divulgação das ocorrências de ontem e desta quinta, um comerciante pediu ao blogueiro para perguntar a Ricardo Coutinho o que é possível fazer em uma “Paraíba à mercê dos bandidos”. Literalmente, o empresário perguntou o seguinte: “E agora, senhor governador? Os lojistas devem levar a mercadoria pra casa? E no outro dia trazer de volta pra loja?”

assalto-ao-bb

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *