Cajazeiras-PB, 13/12/2017
HOME » POLÍTICA » Ricardo Coutinho cita verso poético para justificar aliança com Cássio em 2014

Ricardo Coutinho cita verso poético para justificar aliança com Cássio em 2014

rc-cassio-nov2013

O verbo separar está cada vez mais em desuso no grupo politico do governador Ricardo Coutinho (PSB) que se viu revigorado após a participação do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) na festa de aniversário do líder socialista realizada neste domingo (24) num Haras na cidade de Cabedelo.

Ao ser interpelado nesta segunda (25) pela imprensa sobre a aliança com o senador tucano, Ricardo fez uso de uma frase bastante poética: “O que nos une é mais forte que o que por ventura pudesse separar”, contou. Segundo Ricardo Coutinho o momento é de pensar em trabalho e não antecipar o embate eleitoral, acrescentando que “Temos todos os ingredientes naturais para uma manutenção da aliança e o governo está trabalhando, está construindo casas, está construindo hospitais e não está parando para poder pensar ou discutir 2014”, pontuou.

Não satisfeito, Ricardo Coutinho que estava empolgado ao ver a militância, demonstrou certeza que tem gente de sobra para dar uma surra de vara e votos na oposição. “Tem gente de sobra para bater com varas nas costas de qualquer candidato da oposição”, alfinetou.

O governador também aproveitou a oportunidade para criticar as gestões de adversários: “Já teve governo que dois anos antes só pensava em eleição, não é momento para pensar nisso, posso até pensar na horinha de folga de madrugada, mas o foco é o trabalho e fazer com o estado consiga dar respostas às grandes demandas da sociedade paraibana”, frisou.

Em discurso, Cássio Cunha Lima disse que “ tentam politizar tudo”. – “Estamos vacinados e unidos para à Paraíba continuar avançando”, disse o senador tucano se referindo a relação que tem com o governador.

Tais declarações põem ao menos por um tempo fim as especulações sobre um rompimento e noticias de que as relações entre Cássio e Ricardo estariam estremecidas.

PB AGORA

SOBRE Christiano Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *