[REUDESMAN LOPES] Estamos avançando


Ontem, 1º de setembro, comemoramos o Dia do Profissional da Educação Física e, como sempre, fizemos aqui em Cajazeiras com a participação fantástica dos nossos profissionais e com o apoio de escolas e faculdades, mais uma bela caminhada que ganhou forças desde o início de 2012, acho que foi neste ano que começamos a fazê-la.

Momento de se comemorar a nossa luta em benefício de uma Educação Física legal, isso do ponto de vista profissional e aqui reconhecendo a garra dos nossos dois conselhos, o CREF, Conselho Regional de Educação Física com vinculação no Estado da Paraíba e o CONFEF, Conselho Federal de Educação Física, que mesmo ignorado por nós da Educação Física em alguns momentos, tem se mostrado deveras eficiente no trato das nossas batalhas quanto às nossas reivindicações.

Tenho dito, estamos avançando e, neste avanço, Cajazeiras, que sempre foi passo à frente no quesito educacional, marca mais um ponto, firma-se neste momento como sendo uma porta aberta para se “processar” novos e futuros nomes para a Educação Física e isso vem pela iniciativa da FASP e da FAFIC que propiciam a graduação no Bacharelado de Educação Física.

E, logo me vem um filme na cabeça que tem o seu início quando começávamos nas atividades da Educação Física Escolar, início dos anos 60 no Colégio Diocesano quando o nosso professor foi o saudoso amigo Saulo Mendes e no finalzinho destes mesmos anos quando no Colégio Estadual de Cajazeiras tive a honra de ser aluno do professor Francisco Marcos Pereira.

Foram dois momentos de extremada futura experiência profissional para nós pela forma que cada um entendia ser a nossa Educação Física, mas, reitero aqui, a vontade destes na condução das nossas aulas, mais ousado eu diria, foram duas “escolas bem diferentes”.

Pois bem, nessa história é que adianto o nosso avanço, hoje, neste momento, tenho a mais absoluta certeza que a Educação Física da terra do Padre Rolim se encontra de forma crescente e, toda essa sua força, característica nossa se encontra na formação de todos aqueles, seus filhos, que após as suas formações voltaram à terrinha para o processo de fortalecimento da Educação Física.

Hoje, com 38 anos de Educação Física encontro-me em processo de renovação profissional quando fui convocado pela FASP para dirigir o seu curso de bacharelado, agora sou que estou avançando. Aos companheiros que estão a dignificar a nossa profissão, quanta honra em dirigir a todos os votos de parabéns pelo nosso DIA DO PROFISIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA.

prof-ed-fis_800x600

Foi mal – O Botafogo da Paraíba que até então liderava o seu grupo na Série C do brasileirão, foi mal no seu último compromisso, perdeu em pleno Almeidão em João Pessoa para o fraco América de Natal. Com essa derrota o Belo caiu para a terceira colocação e se vê ameaçado de sair do G 4 que dá acesso ao mata mata final para chegar a Série B em 2017. O treinador Shulle admitiu o péssimo desempenho do seu time, mas, jogou a culpa do resultado nos desfalques que o Botinha teve nesta partida. Hora de olhar prá frente e buscar não sair da ainda hoje, boa colocação.

Decisão – No próximo dia 7 de setembro, teremos a decisão do Campeonato de Veteranos desta cidade em partida que será disputada no Estádio Higino Pires Ferreira a partir das 15 horas. Na final vamos ter o embate entre o bom time do Platense que enfrentará o São José. E por falar em campeonato de veteranos, esta categoria anda de vento em popa em Cajazeiras e a cada ano temos uma acirrada disputa pelo titulo de campeão. Fala-se, inclusive, que o Atlético Cajazeirense de Desportos pode ser o próximo clube a se inscrever e a disputar esta competição na próxima temporada.

BOLA DENTRO – Para o belo trabalho desenvolvido em parceria pela Secretaria de Esportes e desportistas quanto aos espaços físicos do complexo esportivo lá no açude grande. Ficou show e por isso merece a NOTA 10!

BOLA FORA – Para o Galo de Campina Grande que está vendo as notícias quanto ao possível leilão por dívidas trabalhistas do seu maior patrimônio que é o Estádio Presidente Vargas. Tristeza total e a NOTA 0!

Previous [RAFAEL HOLANDA] Um dia triste
Next [DERMIVAL MOREIRA] O "encolhimento" da população brasileira

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *