[REUDESMAN LOPES] Esse é o caminho


A Federação Paraibana de Futebol quer fazer com que o campeonato paraibano tenha custo zero para todos os clubes. E para tanto o presidente, Amadeu Rodrigues viajou ao Rio de Janeiro em busca de apoios e parcerias. A Federação Paraibana de Futebol está a procura de patrocinadores para o campeonato paraibano. A intenção é fazer com que a competição passe a ser lucrativa para os clubes, que, por sua vez, não teriam mais despesas com as taxas cobradas pela entidade.

O plano de fazer com que o campeonato estadual passe a ter custo zero para os clubes foi anunciado pelo presidente da FPF, Amadeu Rodrigues, durante lançamento do projeto comercial da entidade para a sua principal competição. Amadeu Rodrigues, no entanto, ainda não sabe se será possível alcançar o custo zero já neste campeonato que se inicia em 8 de janeiro de 2017.

Pelo regulamento desta competição, uma das taxas que os clubes com o mando de campo deverão desembolsar a cada partida, a administrativa, tem um valor de R$ 2.500,00, que serão pagos diretamente a Federação Paraibana de Futebol. Para buscar patrocinadores, a entidade firmou uma parceria com a empresa de marketing esportivo 10 sports e apresentou um projeto comercial desenvolvido para a sua principal competição.

Este projeto é um passo importante na busca da autossustentabilidade do campeonato paraibano e que minimizaria por demais os custos dos nossos clubes. O certo é que estamos em um caminho decente e que elevará o nível de competição do nosso futebol com essa rota de profissionalização do paraibano. Não tem mais nenhum sentido que os nossos clubes, possam eles, com os seus minguados recursos financeiros, bancar do seu caixa o campeonato estadual.

A verdade é que Amadeu o nosso presidente está de parabéns pela busca destes patrocínios e pelo olhar que teve quando se aportou a este sonho de que o nosso certame da elite pudesse ter recursos oriundos do marketing esportivo. Ficamos aqui na torcida para que ele possa conseguir junto a CBF a sensibilidade desta entidade para um patrocínio forte para o Estado da Paraíba. Para finalizar, a Federação Paraibana de Futebol anunciou que a empresa Garra vestirá todos os árbitros e a Super Bolla é que fornecerá todas as bolas do campeonato paraibano. Esse é o caminho que esperamos seja de sucesso para o futebol paraibano.

fpf-1-2

Contratando 1 – Depois de anunciar o acerto com o atacante Eduardo Rato, a diretoria do Atlético de Cajazeiras anunciou mais três reforços para o Campeonato Paraibano de 2017. Entre as novidades está o lateral-esquerdo Iran Adrielle, de 37 anos, e que esteve no elenco do Corinthians que foi rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro em 2007. Os outros dois reforços anunciados pela diretoria cajazeirense são o lateral-direito Peu, que jogou no Grêmio Mauense na disputa da quarta divisão do Campeonato Paulista nesta temporada; e o meia Fabinho, que estava no Lagarto-SE.

Contratando 2 – O Paraíba de Cajazeiras segue anunciando reforços para o Campeonato Paraibano de 2017. Mais quatro jogadores foram confirmados no time sertanejo. Todos os atletas estavam no futebol cearense, escola que vem servindo de base para a montagem do elenco da Cobra Coral. Os jogadores contratados são o atacante Romário, ex-Crato; o volante Popó, ex-Guarani de Juazeiro; e os zagueiros Correia e Afonso, que estavam atuando por Crato e Uniclinic respectivamente. Os jogadores foram observados pelo treinador e pelo gerente de futebol da equipe, Jorge Luís, durante a disputa da Copa Fares Lopes, torneio tradicional do Ceará no segundo semestre.

BOLA DENTRO – Para a realização do festival de escolinhas que teve a coordenação da Escola de Futebol Soçaite Estrelas do Futuro. Mais de 300 atletas participaram deste evento. Parabéns Bruno você merece a NOTA 10!

BOLA FORA – Para a CBF que começa a “estreitar” datas e impor calendário com o claro objetivo de acabar com os campeonatos estaduais. Pobre dos estados e dos seus torcedores que têm apenas estas competições. Para a madrasta CBF, NOTA 0!

Previous [RAFAEL HOLANDA] Seja sincero
Next [JOSÉ ANTONIO DE ALBUQUERQUE] Cajazeiras terra da Cultura?

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *