Cajazeiras-PB, 21/10/2017

[REUDESMAN LOPES] É a minha opinião

Vou falar aqui neste espaço, aproveitando-me do momento, para opinar sobre, o meu pensar no que diz respeito às atribuições de uma secretaria de esportes em um município, afirmo, é a nossa opinião e, como vivemos em uma democracia, vale o respeito ao contraditório. De início, não vejo razão alguma em não se ter no comando, entenda, um secretário e ou uma secretária, se for este o caso, que não seja um profissional da educação física e dos esportes. Qual a causa disso?

Sentar na cadeira de um secretário uma pessoa que não entenda deste processo, ou seja sem competência para exercer a função. Depois vem o planejamento, a organização de um calendário de atividades a realizar e apoiar no município, aliás, neste caso, já avançamos nestas últimas passagens de professores secretários de esportes em nossa cidade, mas, urge, um grande encontro de profissionais de educação física e desportistas, para que se discuta projetos e ações para a área dos esportes e das atividades físicas na nossa cidade e que tudo não passe a ser de plena responsabilidade da Prefeitura Municipal e da sua Secretaria de Esportes como vem acontecendo nos dias atuais.

Com a crise que estamos, não tem como bancar estes eventos e isso não pode ser uma exclusividade do poder público municipal. Aliás, falando sobre esse tema, promoção de campeonatos e outros similares, entendo que isso não é da competência da Secretaria de Esportes, está errado o que acontece aqui em Cajazeiras, quem tem a obrigação de fazer os seus campeonatos em suas modalidades são as ligas desportivas e não o poder público municipal.

Assim, fica uma pergunta:”Para que serve e qual a função das Ligas”? Claro que é organizar a sua modalidade e fomentar a sua massificação. Aqui em Cajazeiras é a secretaria de esportes que banca os campeonatos, desde as arbitragens até as suas premiações. Tudo errado, minha opinião. E quais seriam as atribuições de uma secretaria de esportes?

Além de organizar um calendário de eventos, massificar a prática dos esportes com as escolas de esportes nos bairros para crianças, jovens e adolescentes aproveitando os espaços que algumas escolas nestas localidades possuem, traçar uma política de atividades físicas para a população e neste caso específico da nossa cidade observar a criação de uma área de caminhada e realizar eventos pontuais a exemplo da semana da cidade e dos jogos municipais (não escolares) ou de bairros. Nem tudo está errado, claro, mas, muita coisa pode e precisa de uma profunda mudança. É a minha opinião.

higyno

Mão na taça? – Já com o acesso garantido para a elite do futebol paraibano em 2017, Internacional-PB e Serrano-PB fizeram na tarde do domingo, dia 16, no Estádio Tomazão, em João Pessoa, o primeiro jogo da final da 2ª divisão. E melhor para os donos da casa. Com dois gols de Bambam, o Colorado venceu por 2 a 1 e agora joga por um empate no jogo da volta para ficar com o título. Os dois times voltam a se enfrentar às 16h deste próximo domingo, dia 23, no Amigão, em Campina Grande. Ao Lobo da Serra, apenas a vitória por dois ou mais gols de diferença interessa. Se vencer por apenas um, o campeão vai ser conhecido após disputa de penalidades máximas.

Acertados – Com a fórmula do campeonato paraibano 2017 já devidamente aprovada pelo conselho arbitral e a FPF, agora é a hora dos clubes começarem a se acertar fora de campo para disputas desta competição que deverá prometer ao torcedor muitos momentos de pura adrenalina em termos de briga no topo da tabela e para não cair para a segundona. Assim, os treinadores começam a ser definidos pelos seus dirigentes: no Botafogo, Schulle renova e continua, no Sousa, Aldeone confirmou a volta de Tazinho, o Campinense anunciou o desconhecido Paulo Foiani e Paraíba vai de Jorge Luiz. Para estes clubes o paraibano 2017 já começou. E os outros clubes?

BOLA DENTRO – Para o Conselho Arbitral que por unanimidade aprovou mudanças para o Campeonato Paraibano 2017. Até que fim a razão falou mais que a paixão. NOTA 10!

BOLA FORA – Para as enormes dificuldades que a Liga Cajazeirense de Desportos vem encontrando para seguir com o campeonato amador de Cajazeiras. Até greve de árbitros já aconteceu. Isso vale a NOTA 0!

SOBRE REUDESMAN LOPES

REUDESMAN LOPES
Professor de Educação Física e escritor. Autor dos livros "História do Futebol de Cajazeiras" e "Nazareth Lopes - Uma Vida de Ensinamentos"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *