População reclama da qualidade da água; Cagepa emite nota

Moradores de Cajazeiras reclama do odor da água, ora fétido, ora semelhante à gasolina

AM3 – 250×250

Os moradores de Cajazeiras estão denunciando nas emissoras de rádio e nas redes sociais que a água que está abastecendo as unidades consumidoras está sem a mínima qualidade para o consumo.

Diversas fotografias e vídeos mostram uma água de coloração escura. A população também reclama do odor da água, ora fétido, ora semelhante à gasolina.

HRC – A internauta Valnise Santos denunciou, através de sua página pessoal no Facebook, a má qualidade da água fornecida para pacientes e acompanhantes na Maternidade Dr. Deodato Cartaxo, em Cajazeiras.

“Indignada com essa água que a maternidade de Cajazeiras disponibiliza para suas pacientes e acompanhantes; até ‘cabeça de prego’ tem dentro”, postou a denunciante.

A diretoria do Hospital Regional de Cajazeiras emitiu nota afirmando que, ao tomar conhecimento da péssima qualidade da água, mandou imediatamente realizar a substituição por água mineral.

Cagepa – A Regional da Cagepa em Cajazeiras emitiu nota pública para esclarecer todo processo de tratamento da água que está chegando às unidades consumidoras.

Equipes estão realizando alguns ajustes na captação da água, bem como na distribuição através das adutoras dos açudes de Engenheiro Avidos e Lagoa do Arroz.

  • Desde a chegada das tão esperadas chuvas em nossa região, bem como o
    aumento no volume dos mananciais de Boqueirão e Lagoa do Arroz, que houve um aumento considerável na dificuldade de tratamento da água distribuída na cidade de Cajazeiras. Isto ocorre em virtude de diversos fatores, entre eles a sistemática de funcionamento de nossos sistemas de abastecimento que, em regra, possuem captações de água bruta por tomada de fundo, o que propicia a retirada de água mais turva e com mais matéria orgânica;
  • Ao mesmo tempo, as vegetações existentes nos mananciais supracitados, ao serem submergidas pelas novas águas, entraram em estado de decomposição, que é um processo natural. Entretanto, foi mais um agravante a influenciar no tratamento da água, que passou a ter um odor característico, sentido durante toda a semana por inúmeros consumidores;
  • Como medidas para ajustar a qualidade da água, foi realizada, em caráter
    emergencial, neste feriado do dia do trabalhador (01/05), a reinstalação do sistema de captação flutuante do açude de Boqueirão, o que deverá melhorar consideravelmente a qualidade da água recebida daquele manancial. Entretanto, como a mudança foi realizada recentemente, serão necessários alguns dias até que todos os consumidores atendidos por este sistema venham a sentir a melhora;
  • Também neste dia 01/05, nossas equipes realizaram intervenções em vários pontos da cidade, abrindo descargas de rede, com o intuito de retirar das tubulações a água mais escura. Este trabalho continuará durante toda esta quarta-feira (02);
  • Com relação à água proveniente de Lagoa do Arroz, que só possui captação por tomada de fundo, deveremos diminuir a vazão de captação de água bruta, a fim de que consigamos melhorar as condições de tratamento da água a ser distribuída para a Zona Norte de Cajazeiras. Diante disto, haverá diminuição da oferta de água para os bairros desta localidade. Portanto, solicitamos prudência e uso racional da água por parte dos consumidores dos bairros localizados neste setor da cidade, pois teremos que voltar a realizar manobras periódicas para atender as demandas de consumo por cada bairro;
  • Informamos, ainda, que já estamos operando com a outorga máxima, permitida pela Agência Nacional das Águas – ANA, para o manancial de Boqueirão, não sendo possível aumentar esta vazão para suprir a diminuição da chegada de água do açude de Lagoa do Arroz. Tão logo a ANA aumente a outorga de captação para a CAGEPA, serão empreendidos esforços para aumentar a oferta de água aos bairros da Zona Norte de Cajazeiras;
  • Neste momento, reafirmamos o compromisso de que trabalhamos para que a água chegue com a melhor qualidade possível a todos os habitantes da cidade de Cajazeiras. Crentes de que o momento é difícil, mas que logo será superado, mesmo porque, o maior problema que era a escassez de água já fora superado, com a chegada das tão abençoadas chuvas. Os maiores contra tempos oriundos dessa nova quantidade de água em nossos mananciais, serão também amenizado ao tempo em que o período chuvoso de nossa região vai cessando.

 

FONTE: BLOG DO ANGELO LIMA DIÁRIO DO SERTÃO RESENHA POLITIKA
ELIANE BANDEIRA

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.