Cajazeiras-PB, 23/10/2017

PMDB questiona os ’40 anos em 4′ de Ricardo Coutinho

raniery-paulino

O deputado estadual Raniery Paulino (PMDB) concedeu entrevista hoje ao programa ‘Debate Sem Censura’, da Rádio Sanhauá, e enfatizou a necessidade de melhorias na segurança pública do Estado, inclusive com a reimplantação da Operação Manzuá nas rodovias paraibanas.

O líder do PMDB na Assembleia disse que o governador Ricardo Coutinho garantiu, durante a campanha, que cuidaria pessoalmente do combate à criminalidade e questionou o que foi realizado até agora. Raniery Paulino disse que a insegurança só faz aumentar na Paraíba e reclamou que a Secretaria de Segurança não divulga os dados da forma como deveria, ele disse que tramita na ALPB, um projeto de sua autoria que pede a divulgação regular de levantamentos de informações oficiais sobre segurança pública.

Raniery Paulino defende o retorno das manzuás e disse que assim como a Polícia Rodoviária Federal realiza abordagens, a Paraíba tem que voltar a ter fiscalização para coibir crimes nas rodovias. “Quando o Governador retirou a Operação Manzuá, ele justificou dizendo que era para aprimorar o trabalho e reiniciá-lo. O tempo passou e as fiscalizações não voltaram a funcionar”, enfatizou. Ele disse que assumiu a bandeira em defesa das fiscalizações nas rodovias, inclusive, com monitoramento eletrônico. Raniery classificou como um grande equívoco cometido pelo Governo Ricardo Coutinho ter interrompido o trabalho. “Se houver o monitoramento, a abordagem será feita da forma como a lei garante, sem constrangimento para as pessoas”, complementou.

O líder do PMDB na ALPB disse que os paraibanos têm que escolher bem os seus representantes e os políticos tem que ter responsabilidade com as bandeiras que levantam. Ele destacou que o Governador prometeu fazer uma gestão de quarenta anos em quatro e me meio as promessas estava a garantia que cada cidade teria um hospital. “Ele tem moral para falar sobre transparência pública? Claro que não. Ele tem como falar de economicidade? Não e está aí a Granja para provar isso”.

Raniery disse que a bancada de oposição tem trabalhado muito para ajudar a Paraíba e afirmou que os parlamentares sofrem ataques do Governador que os acusa de querer sempre o pior para o Estado. O deputado disse que faz oposição com responsabilidade e critério. Ele citou o caso da Comissão de Saúde e disse que é prerrogativa dos deputados fiscalizar “como tem sido feito desde 2011, as visitas a hospitais não começaram agora”, destacou.

Projetos

O peemedebista afirmou que a oposição tem bom senso e analisa os projetos que são importantes para os paraibanos, independente, do posicionamento político. Ele disse que o Governador não age da mesma forma e citou como exemplo um pedido de audiência com Ricardo Coutinho para discutir a situação do Hospital de Guarabira, em fevereiro de 2011, e a solicitação nunca foi atendida. “Se fosse para aderir ao governo dele, eu seria recebido, mas para discutir um assunto urgente, aguardo até hoje”.

Audiência Pública

O líder do PMDB na ALPB disse que a Comissão de Orçamento da Assembleia Legislativa da Paraíba realizará, na próxima segunda, 11, a primeira audiência pública para discutir o projeto de Lei Orçamentária Anual de 2014. Ele disse que o convite se estende aos gestores e vereadores de toda a Paraíba, Câmaras de vereadores, unidades autônomas, como Defensoria Pública, Ministério Público da Paraíba, e outras para que possam se posicionar a respeito da proposta do Governo e os deputados possam apresentar as suas emendas a partir das informações coletadas no debate.

ASSESSORIA

SOBRE Christiano Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *