Cajazeiras-PB, 21/10/2017

O legado de Meurimão

O falecimento de Meurimão ocorrido na tarde do dia 02, sábado, deixa a todos os seus familiares e amigos que tiveram a honra dessa sua convivência, muitas saudades e fenomenais recordações e lembranças de um homem simples, trabalhador, amigo e brincalhão, que viveu uma vida de dedicação à família, ao Atlético Cajazeirense de Desportos e ao futebol amador local.

Quando aqui regressei após a conclusão do meu curso de Educação Física, me meti no futebol e claro, foi neste momento que comecei a conhecer mais profundamente Meurimão e me tornei não apenas um amigo, mas, um profundo admirador pelo seu empenho, esforço e dedicação para com o nosso futebol, foi nesta minha aproximação a ele que pude sentir a importância que o futebol tinha para a sua vida, ele sempre foi uma figura que estava presente nas rodas de papos sobre a bola, contava-nos histórias e estórias sobre times, jogadores e dirigentes do nosso futebol.

São poucos aqueles que deve conhecer a importância de Meurimão na história do Atlético Cajazeirense de Desportos, mas, me valendo do meu conhecimento adquirido através de décadas convividas no meio atleticano, posso dizer em alto e bom som que ele, Meurimão, é o principal nome atleticano após o fim da era de ouro deste clube, ai pelos anos 50, quando a cúpula administrativa deixou o clube, até a sua profissionalização nos anos 80. Apaixonado pelo Atlético, Meurimão manteve o time vivo e, dentro das suas possibilidades estava sempre presente as principais competições locais e regionais.

Guardava em sua residência a história viva do Atlético e quando comecei a mostrar o trabalho que começava a realizar para segurar a memória do nosso futebol viva, ele me fez a doação de duas camisas, as primeiras do clube e ambas de 1951.

Certa vez, quando ainda fazia pesquisa e contatos com antigos jogadores do futebol cajazeirense, me encontrei com Detinho Pessoa e dizendo-o que estava escrevendo um livro sobre a história do futebol cajazeirense, ele me fez um pedido, e este era para que eu não esquecesse de homenagear Meurimão que no seu entendimento o futebol cajazeirense estava lhe devendo.

Foi fundador de vários clubes do futebol amador local, entre eles o bom time do Centenário, e uma coisa que me chamava atenção era ver que quando o nosso amadorismo estava em crise ele sempre dava um jeitinho de fazê-lo levantar, criava jogos e torneios para o futebol voltar a caminhar.

Aos filhos Claudio e Oswaldo e as suas famílias o nosso profundo sentimento e testemunho aqui o imenso carinho e amor que ambos dedicaram ao pai.

Na Rússia – Oito seleções já estão buscando os seus passaportes para a Copa do Mundo de futebol que se realizará na Rússia no próximo ano, são elas: Brasil, Bélgica, Irã, México, Rússia, Coréia do Sul, Japão e Arábia Saudita. De todos esses, o Brasil foi o primeiro país a garantir a sua vaga para a Copa 2018 e neste momento o seu treinador começa a fazer testes com jogadores reservas para melhoria do sistema de jogo. A Rússia por ser o país sede não jogou as eliminatórias. Favoritas como Argentina e Chile estão com suas classificações ameaçadas.

Quase na D – Com o empate, 0 a 0, em pleno estádio o Almeidão em João Pessoa contra o lanterna Asa, o Botafogo vai depender de um milagre para continuar no barsileiro da Série em 2018. Na nona colocação o time vai pegar o Sampaio Correia no Maranhão ele que é justamente o líder desta competição e ainda terá que torcer contra o Moto Clube que se vencer rebaixa o time paraibano. Mesmo sabendo das dificuldades de permanência na Série C, o treinador do time da Maravilha do Contorno, Ramiro, bota fé e acredita que o Belo não desce para a Série D.

BOLA DENTRO – Para que os atleticanos possam entender a sua força no apoio incondicional destes ao festival de prêmios do clube. Não tenho dúvidas que a nação do trovão vai colaborar na aquisição das cartelas. NOTA 10!

BOLA FORA – Para a possível queda do Botafogo PB para a quarta divisão do futebol brasileiro. Para um time que almejava acesso para a segunda divisão do nacional este será um momento a esquecer, se isso acontecer. NOTA 0!

SOBRE REUDESMAN LOPES

REUDESMAN LOPES
Professor de Educação Física e escritor. Autor dos livros "História do Futebol de Cajazeiras" e "Nazareth Lopes - Uma Vida de Ensinamentos"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *