O comerciante João Augusto Braga


Nascido em 24 de junho de 1909, no Sítio Escondido pertencente ao município de Souza e filho de Augusto Severiano Gonçalves Braga e Dona Maria da Soledade Lira Braga (Dona Mariinha), João Augusto Braga completaria em 2009, se vivo fosse, 100 anos de vida.

Muito afetuoso com seus parentes e amigos, João Augusto teve como irmãos Donato Braga, Francisca Lira Braga Maciel, Francisco Moisés Braga, Silvana Lira Braga de Menezes, Severino Gonçalves Braga (Bilô) e José Lira Braga.

Em 1933, casou-se com a cajazeirense Ana Helenita de Souza Mangueira, com a qual teve 14 filhos, dos quais, 10 vivos: Elita, Emilta, Ezilta, Emilson, Elzenita, Ezilma, Socorro, Eneide, João Eudes e Evandro. Apesar da sua simplicidade, o apreço de Seu João Augusto Braga pelos estudos, o levou a estimular e conseguir a formação de nível superior para todos e orgulhava-se de participar de todas as formaturas.

No comércio, iniciou suas atividades em Cajazeiras com pequenas mercearias. Mais tarde, na rua Padre José Tomás, no Centro da Cidade, associou-se ao seu irmão, Francisco Moisés Braga. Diversificando suas atividades, mudou-se para a Rua Juvêncio Carneiro, criando uma loja de autopeças sob a razão social de J. Braga & Irmão. Posteriormente, instalou uma bomba de gasolina passando a revender esse produto. Devido à grande aceitação, recebeu da Esso, autorização para dirigir um Posto sob o nome de “Posto ESSO” localizado na Praça José Marques, em frente a antiga rodoviária Antônio Ferreira, atualmente pertencente ao Sr. Osvaldo Martins.

Dentre as características do Seu João Augusto Braga, destaca-se o apoio a todas as iniciativas que favorecessem o crescimento da cidade de Cajazeiras. Participava de todos os clubes de serviço e sociais (Tênis Clube, Clube 1º de maio, Grêmio Artístico e Círculo Operário); participou ativamente das lutas para o abastecimento de água da cidade, de energia elétrica e instalação da rede de telefones. Gostava de andar de jeep pela cidade, principalmente aos domingos quando, de tarde, passeava com seus Filhos e, mais tarde com seus netos, a contar histórias e visitar amigos. Era grande freqüentador das quermesses da Igreja e festividades como São João e carnaval.

Por tudo isso, Cajazeiras o homenageou tornando-o cidadão Cajazeirense em 1964 e, devido aos relevantes serviços prestados ao desenvolvimento comercial da cidade e região denominou de João Augusto Braga a quadra 13 e 14 da Rua Projetada “J” do loteamento Jardim Primavera, nas proximidades do Jardim Oásis, mantendo viva e eterna sua lembrança.

Para a Família, deixou com sua vida correta, muita saudade, exemplo de Pai, Amigo e empreendedor e uma lacuna impreenchível. Faleceu em 1976.

joao-augusto-braga_553x600

 

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *