O Centenário Açude Grande – Orçamento e despesas

AM3 – 250×250

1-conto_800x385

 

Açude “Cajazeiras”

Estado da Parahyba – Município de Cajazeiras

ORÇAMENTO……. 76:244$096

Custo: 73: 201$425 – Capacidade: 2.599.600 m³

Custo do m³: 28 réis

 

VII. – Orçamento e despesas

Como se vê pelo orçamento que acompanhou o projeto organizado pelo engenheiro Coelho Sobrinho, foram as obras avaliadas em 76:244$096. Infelizmente, não foram estas concluídas apenas com o dispêndio dessa importância, por causa das condições especiais da época em que foram executadas.

VIII. – Discriminação da despesa total efetuada

Por conta do crédito especial de 5.000:000$000 – aberto pelo Decreto nº 11.641, de 15 de julho de 1915 – foram distribuídos, à Delegacia Fiscal do Tesouro Nacional na Parahyba, dois créditos na importância total de 80:000$000, sendo o primeiro de 50:000$000 e o outro de 30:000$000.

A despesa total abaixo discriminada, feita com a obra, elevou-se a 79:976$220, a saber:

I. – Despesas efetuadas por conta de créditos especiais:

a) – por meio dos adiantamentos feitos ao respectivos encarregados das obras:

(Crédito aberto pelo Decreto nº 11.641, de 15 de julho de 1915).

  • Pessoal técnico e administrativo: 12:337$000
  • Pessoal operário: 39:522$350
  • Desapropriações efetuadas: 15:847$000
  • Ferramentas, utensílios, objetos de escritório e materiais de construção: 11:750$490

b) pelo Tesouro Nacional diretamente

(Crédito aberto pelo Decreto nº 11.641, de 15 de julho de 1915)

  • Gramas: 519$380

Para termos, porém, o custo real da obra realizada, mister é deduzir as importâncias de 2:264$500 (relativa à depreciação de 5%) e de 5:779$400, isto é, de 20% (relativa aos materiais aproveitados na construção da estrada de rodagem de Cajazeiras à Sousa) ou, ao todo, 6:774$795, donde o custo real da obra: 73:201$425.

EXTRAÍDO DO LIVRO "ESTRADA DAS BOIADAS" DE ROSILDA CARTAXO.
ELIANE BANDEIRA

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.