Músico de Cajazeiras fica desabrigado após incêndio de prédio em SP


Um incêndio levou ao desabamento de um prédio de 24 andares invadido no centro de São Paulo, provocou pânico em moradores e vizinhos e expôs a falta de controle de órgãos públicos sobre a segurança de imóveis ocupados por sem-teto.

O músico Jocélio Amaro, natural de Cajazeiras, relatou nas redes sociais, momentos de terror vividos ao lado da sua companheira, na madrugada da terça (1º), quando o edifício Wilton Paes de Almeida, no largo do Paissandu, foi engolido pelo fogo após uma explosão no 5º andar —há suspeita de que ela esteja ligada a um botijão de gás, e moradores citam uma discussão entre um casal morador.

“Estou transtornado com esse acidente. Foi exatamente no quarteirão onde moro. Estávamos dormindo quando fomos acordados, pelo interfone e, em questão de segundos, saímos do prédio acompanhados por gente de todos os lados e gritos cortantes de dor. Foi terrível… Está sendo terrível!”, relatou o músico.

O prédio em chamas ficava quase de frente ao prédio em que reside o cantor cajazeirense Jocélio Amaro. O segundo prédio, que foi também incendiado pelo primeiro em chamas, é vizinho ao prédio onde o cantor reside com a sua companheira.

“Ficamos quase vinte horas no meio de todo sofrimento, à espera do controle do fogo e tentando driblar o medo que nos invadia. Saímos de casa com as roupas de dormir, sem lenço e sem documento”, finalizou Jocélio Amaro, acrescentando que está bem e abrigado na casa de amigos.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *