Cajazeiras-PB, 23/09/2017

Léa Silva fala de ações sociais e diz que Bolsa Família será respeitado em Cajazeiras

lea-silva-dez2013

A secretária de Cidadania e Promoção Social de Cajazeiras, Léa Silva participou nesta quarta-feira (04), do programa Interview da TV Diário do Sertão, onde divulgou as ações da pasta municipal.

Juntamente com Léa, participou do programa apresentado por Kaliel Conrado, a coordenadora Danusa Cleia, onde falou um pouco sobre o Auto de Natal, que será realizado em Cajazeiras nessa sexta-feira (06).

Danusa informou que o evento vai reunir 50 pessoas, que fazem parte do corpo de funcionários da prefeitura, onde contará com participações de musicais, inclusive com show ao vivo.

Ela informou que o Auto de Natal será realizado às 19:00 horas no Paço da prefeitura, e após as apresentações serão realizados sorteios de cestões, além de outras surpresas.

Ações – Léa declarou que neste mês a Secretaria está fazendo “caixinha” para doar a APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais). A APAE é uma associação em que, além de pais e amigos dos deficientes, toda a comunidade se une para prevenir, tratar a deficiência, promover o bem estar e desenvolvimento da pessoa com deficiência.

Projovem – Danusa, que também coordena o Projovem Trabalhador assegurou que dos 200 jovens formados em Cajazeiras, quase todos estão inseridos no mercado de trabalho.

Ela informou que o projeto vai continuar em Cajazeiras no próximo ano, e a Secretaria vai apresentar proposta ao município para pagar bolsas aos jovens que serão formados.

Bolsa Família – A secretária Léa revelou que 1000 famílias serão excluídas do Bolsa Família de Cajazeiras, pois estão recebendo indevidamente. “O Bolsa Família será respeitado em Cajazeiras, pois precisamos fortalecer as famílias que realmente precisam para retirar as crianças das ruas”.

Comida na Mesa – Léa disse que é um projeto muito ousado, pois Cajazeiras é o primeiro município da Paraíba a implantar o “Comida na Mesa”, que funciona como auxílio alimentar.

A secretária explicou que os alimentos “escolhidos” não foram aleatórios, pois passaram por avaliação de uma nutricionista.

Francismeyre Lacerda, coordenadora do programa disse que o projeto foi pensado para fortalecer a agricultura familiar, pois os alimentos são adquiridos de produtores do município.

A coordenadora informou que há mais de 300 produtores cadastrados, e o pagamento é realizado através do Governo Federal, pois os recursos não passam pela Secretaria municipal.

Francismeyre revelou que Cajazeiras garantiu o programa por cinco anos, onde as pessoas cadastradas e os produtores que fornecem os alimentos estão assegurados por todo este tempo.

Ela destacou também, a parceria com o Governo do Estado, que se comprometeu em comprar todo mobiliário para o programa, inclusive carro para fazer a entrega dos alimentos.

A Assistente Social da Secretaria, Mayara Oliveira revelou que 1500 pessoas já são beneficiadas com o programa, incluindo a Zona Urbana e os Distritos.

Léa explicou que a Zona Rural está sendo mais beneficiada com o programa do que a Zona Urbana, pois os recursos são destinados aos produtores, onde possibilita investimentos no setor.

A secretária reafirmou que vai ampliar o programa e o objetivo é chegar a 3000 beneficiários e declarou: “Vamos fazer de tudo para fortalecer mais, que o programa cresça cada dia mais e digo que vai incomodar aqueles que querem politicagem barata”.

Ela lembrou ainda da conquista da Casa da Cidadania, que funciona no centro de Cajazeiras, o “Residência Inclusiva” e o “Sopão Solidário”, que serão implantados na Terra do Padre Rolim no ano que vem

DIÁRIO DO SERTÃO

SOBRE Diário do Sertão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *