Cajazeiras-PB, 12/12/2017
HOME » NOTÍCIAS » Justiça extingue ação e garante direito de posse à nova diretora da UFCG em Cajazeiras

Justiça extingue ação e garante direito de posse à nova diretora da UFCG em Cajazeiras

ligia-rodrigo

A disputada eleição para a direção do Centro de Formação de Professores (CFP), campus da UFCG em Cajazeiras, realizada na terça-feira (19), que apontou a vitória da professora Lígia Calado com 50,27% dos votos, contra 49,73% do seu opositor, o professor Antonio Fernandes foi parar nas vias judiciais, que teve decisão nessa terça-feira (03).

O segundo colocado no pleito questionou a vitória da professora Lígia Calado após ser indeferida sua candidatura pela comissão eleitoral. Ela recorreu ao Conselho Administrativo do Centro de Formação de Professores (CONSAD), que deliberou pelo registro da candidatura, tornando sem efeito a decisão da comissão eleitoral.

Já nessa terça-feira, a Justiça da 8ª Vara Federal da cidade de Sousa acatou o pedido de extinção do mandado de segurança contra decisão da comissão eleitoral que indeferiu a candidatura, e deu ganho de causa a professora e ao seu vice, Rodrigo Ceballos.

Lígia e Rodrigo serão empossados diretor e vice do CPF, em substituição a Cezário Almeida e Osmar, que estão a frente da entidade de ensino superior de Cajazeiras.

“Nosso direito de concorrer ao pleito foi respeitado. E mais que isso, tivemos nossos nomes sufragados e fomos eleitos para os cargos a que concorríamos. E se não há mais queixa a reclamar, no argumento jurídico isso tem nome: chama-se ‘perda do objeto’”, comemorou a nova diretora.

DIÁRIO DO SERTÃO

SOBRE Diário do Sertão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *