Cajazeiras-PB, 21/11/2017
HOME » ALMANAQUE » José Lopes, o Dudu

José Lopes, o Dudu

dudu-01

José Lopes (Dudu) único homem de uma família de cinco irmãos. Estudou na tradicional Escola Simeão Leal. Filho de família humilde, teve que trabalhar logo cedo, ganhando seus primeiros trocados como vendedor de jornal. Nos anos, 40, foi sapateiro. Já nos anos 50, começou a trabalhar como ajudante de Helio Barros em um consultório odontológico. Na oportunidade, aprendeu seus primeiros passos na profissão. Depois de algum tempo, casou-se com dona Narcisa, e passou a atuar sozinho em sua própria casa. Mais tarde, instalaria seu consultório por trás do Circulo Operário, no qual foi presidente por duas vezes.

Em 1980, Dudu ingressou na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), hoje (UFCG), como funcionário público.

Na política, iniciou sua trajetória partidária na UDN (União Democrática Nacional), a convite do então presidente local Dr. Iremirton Braga. A convite de outro grande político e médico, Dr. Epitácio Leite Rolim, candidatou-se a vereador, sendo eleito na primeira oportunidade, época em que o cargo sequer era remunerado. Em 1978, foi candidato a vice-prefeito pela chapa de Zé Araruna. Foi ainda vereador por seis vezes, e presidente da Câmara em três ocasiões. Encerrou seu último mandato no ano 2000.

Dudu esteve ao lado de grandes personalidades, como Frei Damião, de quem era devoto; do ex-presidente da Républica Luiz Inácio Lula da Silva, época que o líder petista ainda era conhecido apenas pela sua luta sindical; e nos anos 80 conheceu o então presidente da República, hoje presidente do Senado Federal José Sarney, ocasião em que ele esteve em Cajazeiras para inauguração do açude Lagoa do Arroz.

O ex-vereador foi presidente do Círculo Operário de Cajazeiras, além disso, é membro da Maçonaria. No dia 29 de Julho de 2009 comemorou 50 anos de união com sua esposa Narcisa, hoje falecida.

Ele faleceu na manhã de 19/11/2012. O mesmo estava internado em estado grave na UTI do Hospital Regional de Cajazeiras com complicações cardíacas. Dudu era acometido de diabetes e já havia perdido praticamente toda sua visão.

SOBRE Christiano Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *