Cajazeiras-PB, 21/10/2017

[JOÃO DE DEUS FILHO] Novas palavras e termos para os brasileiros em 2016

O ano de 2016 está chegando ao fim e não bastassem os diversos fatos e acontecimentos que marcaram o ano e ficarão para história, este ano será marcado, ainda, por diversas palavras e expressões que o brasileiro passou a conviver, a ouvir e falar todos os dias, sendo para alguns dos nossos irmãos, até, “novas” palavras.

Merece, portanto, registrar as tais “novas” palavras e expressões:

  • Impeachment;
  • Odebrecht;
  • Propinoduto;
  • Petrobrás;
  • Temer;
  • STF;
  • Ministros;
  • Lewandowski;
  • Operação Lava Jato;
  • Zelotes;
  • Caixa dois;
  • Polícia Federal;
  • Delação premiada;
  • Condução coercitiva;
  • Prisão temporária;
  • Prisão preventiva;
  • Prisão domiciliar;
  • Tornozeleira eletrônica;
  • República de Curitiba;
  • Sérgio Moro;
  • Eduardo Cunha;
  • Renan Calheiros;
  • Domingos Montagner;
  • Velho Chico;
  • Repatriação;
  • Funcionários fantasmas;
  • Rio 2016;
  • Medalha Olímpica;
  • Chapecoense;
  • Lamia;
Realmente, 2016 foi diferente, único, dinâmico, ora alegre, ora trágico, com grave crise econômica, política e ética, além do saldo de um ano marcado pela má gestão na saúde, dificuldade de Estados antes tido como “ricos” e um número maior de projetos (medidas contra corrupção, reformas da previdência e política, alteração da CLT) que impactam diretamente na nossa vida e futuro.
Será a eleição para prefeito e vereador este ano um alento ou esperança de dias melhores?
Uma coisa é certa: pior que está não pode ficar.
Não podemos desistir, nunca, pois o brasileiro, como diz o trecho do Hino Nacional, “verás que um filho teu não foge à luta”…

Feliz ano novo e que, realmente, seja “novo”, com práticas políticas, administrativas e legislativas sérias, éticas e que nos tragam benefícios, avanços e melhores dias.

JOÃO DE DEUS QUIRINO FILHO É ADVOGADO E PRESIDENTE DA OAB CAJAZEIRAS

SOBRE Christiano Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *