Cajazeiras-PB, 23/09/2017

Infraero prevê queda de 4% em embarques e desembarques na PB

aeroporto-castro-pinto

A Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) prevê para este mês de dezembro uma queda de 4% no número de embarques e desembarques no Aeroporto Castro Pinto. Os dados estão sendo comparados com o mesmo período do ano passado. Segundo o órgão no mês de novembro a redução foi ainda mais alarmante de 4,5%.

De acordo com o superintendente da Infraero, Alexandre Oliveira da Silva, apesar das previsões de mercado apontar para uma redução na movimentação de passageiros, entre 2% e 5% em relação ao mesmo período do ano anterior, os meses de dezembro e janeiro considerados de alta estação.

A expectativa é de 47.000 embarques e 58.000 desembarques em dezembro. Já em janeiro de  63.000 embarques e 59.300 desembarques.

O superintende revelou que foi montado um planejamento estratégico multisetorial no aeroporto para atender a demanda de passageiros. “É necessário estarmos preparados para atuar proativamente diante de situações contingenciais que possam ocorrer, como por exemplo, atrasos ou cancelamentos de voos”, destacou.

Deputado acredita que violência provocou queda de turistas em João Pessoa

O deputado estadual Trocólli Júnior (PMDB) atribui à redução de 4% do número de embarques e desembarques no Aeroporto Castro Pinto a violência no Estado. O Parlamentar afirmou hoje à tarde (11), que não tem dúvida que as manchetes nacionais sobre o aumento da criminalidade na Paraíba estão influenciando os turistas a procurarem lugares mais seguros.

Trócolli destacou que aproximadamente seis municípios paraibanos estão sem delegado. E a população paraibana vive insegurança, já que mais de trinta delegacias estão fechadas.

“Falta investimento para motivar a tropa, não adianta investir em equipamentos, se o policial sai para trabalhar insatisfeito”, enfatizou o deputado. Os policiais da Paraíba não recebem a  gratificação referente ao risco de vida, segundo o parlamentar isso gera desmotivação.

O parlamentar disse que a segurança da Paraíba virou um caos, “a política de segurança pública de Ricardo Coutinho fracassou”.

CLICKPB

SOBRE Christiano Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *