Em Juazeiro (CE), cavaleiros da PB pedem agilidade na Transposição do Rio São Francisco


Foi concluída neste domingo a I “Cavalgada da Redenção”, que foi organizada pelo comando do 6º BPM de Cajazeiras, através de seu idealizador o Coronel Cunha e contou com apoio do Sindicato Rural de Cajazeiras.

Na partida, os cavaleiros foram abençoados pelo Padre Janilson Rolim, na chegada, em Juazeiro, todos buscaram as bênçãos do Padre Cícero. “É preciso ter fé, mas também é preciso mostrar ao governo que o povo tá morrendo de sede. É preciso que os burocratas de Brasília saiam de seus gabinetes e vejam a situação de calamidade das cidades que sofrem com a seca e não tem mais de onde tirar água”, disse.

Durante o percurso, os cavaleiros e seus cavalos tiveram várias paradas para descansar, alimentar e recarregar as forças para seguir estrada até a chegada na terra do Padre Cícero Romão Batista.

Na manhã de domingo (18), a chegada dos cavaleiros a Juazeiro do Norte chamou atenção da população que aplaudia os participantes. A recepção foi calorosa dos romeiros que estavam no Horto.

“A Cavalgada foi um grito de desespero e espero que esse grito ecoe em Brasília, nos gabinetes dos deputados e senadores e dos burocratas que tem o poder de acabar com o sofrimento e flagelo provocado pela estiagem e falta de água, através da conclusão das obras da transposição”, disse o Coronel Cunha.

Apenas um político da Paraíba esteve recepcionando a Cavalgada, que teve o objetivo de chamar atenção dos representantes em Brasília para a conclusão das obras da Transposição. O deputado estadual Jeová Campos (PSB), enalteceu a iniciativa e relatou a grande dificuldade que enfrenta os municípios sertanejos com a seca. Jeová clamou para que seja concluída urgente essas obras para amenizar os efeitos da estiagem que tem feito tantas pessoas sofrerem.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *