Cajazeiras-PB, 12/12/2017
HOME » NOTÍCIAS » Concorrência é alta por por vagas em igrejas

Concorrência é alta por por vagas em igrejas

igreja-casamento

Quem sonha com a realização de uma cerimônia de casamento religiosa nos meses de janeiro, junho e dezembro, que já são os mais concorridos, além de maio, terão que se programar com bastante antecedência. Em igrejas tradicionais de João Pessoa, como o Convento São Francisco e Mosteiro de São Bento, a procura é ainda maior, o que deixa as agendas para esses períodos com poucas opções de datas. Os valores das celebrações podem chegar a R$ 1,4 mil.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2012 na Paraíba, conforme o último Censo, dezembro foi o mês mais escolhido pelos noivos, quando ocorreram 2.629 casamentos. Janeiro apareceu em segundo lugar com 2.093 celebrações, seguidos por junho (1.833) e maio (1.823).

Os agendamentos para casamento no Mosteiro de São Bento, no Centro de João Pessoa, são realizados no Convento São Francisco. Segundo informações da paróquia, os noivos devem marcar a data da celebração com pelo menos três meses de antecedência, necessários devido aos trâmites legais, mas caso a procura seja para o mês de dezembro, por exemplo, o agendamento deve ser feito com um prazo ainda maior.

Apesar de terem se passado apenas quatro meses deste ano, a procura por celebrações para o próximo ano nesses dois locais, já é muito grande. Um funcionário do convento informou que já há casamentos marcados até junho de 2015 e que no próximo mês de julho, começam a abrir os agendamentos para o segundo semestre do próximo ano. O valor da celebração é de R$ 1,4 mil e deve ser pago em duas parcelas, sendo a primeira no ato da assinatura do contrato e a outra com 30 dias antes do casamento. Além disso, o funcionário disse que os noivos devem deixar um cheque calção de R$ 300,00, que será depositado pela paróquia caso a noiva atrase mais de 30 minutos do horário marcado. Se o limite de tempo não for extrapolado, o cheque é devolvido.

Segundo informações colhidas junto a algumas igrejas, os meses de dezembro e maio são os mais procurados. A técnica de enfermagem Maria Yasmin, 24 anos, noivou no início deste ano, mas só casará no próximo ano porque não conseguiu data para o próximo mês de maio. “Noivamos no meu aniversário, em janeiro, e como muita coisa já está encaminhada, queríamos casar em maio, por ser o mês tradicional das noivas, mas não tinha mais data. Então, marcamos para maio do próximo ano”, contou.

A antecedência é comum em outras igrejas, como Nossa Senhora do Carmo, também no Centro. Já na Paróquia Nossa Senhora do Rosário, em Jaguaribe, os noivos devem dar entrada no contrato de casamento com apenas dois meses de antecedência, porém há 14 anos as celebrações são destinadas somente para quem reside no bairro, conforme informações da igreja.

O endereço da noiva ou noivo no bairro deve ser confirmado por meio de comprovante de residência.

JORNAL DA PARAÍBA

SOBRE Christiano Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *