Coligação de Zé Aldemir pede que diplomação do vereador Marcos Barros seja suspensa


A coligação “Pra Fazer do Jeito Certo”, que teve como candidato a prefeito eleito e diplomado o deputado José Aldemir (PP), deu entrada na tarde esta segunda-feira (19), em uma ação na 42ª Zona Eleitoral, Comarca de Cajazeiras pedindo a cassação do diploma do vereador Marcos Barros de Sousa (PSB).

Reeleito com 1.271 votos, o socialista foi condenado recentemente pelo Tribunal de Justiça em ação de improbidade administrativa proposta pelo Ministério Público Estadual. Ele teve os direitos políticos suspensos por quatro anos, além da perda da função pública, pagamento de multa civil e proibição de contratar com o Poder Público pelo prazo de três anos.

A informação foi confirmada pelo advogado Junior Bento, futuro Secretário Adjunto da Administração na gestão Zé Aldemir. De acordo com o advogado, a ação se sustenta por fatos supervenientes.

Ele explicou que a condenação do TJ ocorreu após a eleição e antes da diplomação, o que tornaria o vereador inelegível.

“Foi uma condenação por órgão colegiado. A acão é baseada no Art. 1º da Lei 64/90”, acrescentou o advogado

Ex-aliados – Marcos Barros foi aliado do deputado Zé Aldemir por décadas, sendo, inclusive, seu ‘braço direito’ em todo o Sertão, mas se estranharam e romperam aliança em 2014, quando o vereador, após a eleição, declarou apoio ao também deputado Jeová Campos (PSB). Na época Zé Aldemir teria duvidado do voto e do apoio do vereador a sua candidatura.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *