Cajazeiras-PB, 22/10/2017

Cientistas criam ‘fígado’ numa impressora 3D

cientista-figado_666x333

É a mais recente novidade na área da impressão 3D. Um grupo de investigadores da Universidade da Califórnia (nos EUA) criou um dispositivo que atua como um fígado, limpando as toxinas do sangue, e que está desenhado para ser criado numa impressora 3D.

À semelhante dos equipamento da hemodiálise (tratamento para pessoas que sofrem de insuficiência renal) este dispositivo é instalado fora do corpo humano e usa nano partículas para capturar toxinas que dão origem a certas doenças, como aquelas causadas pelas mordidas de animais ou por bactérias.

As conclusões desta investigação foram publicadas, na semana passada, no jornal científico Nature Communications.

Já anteriormente se tinha provado que as nano partículas são eficazes no combate a toxinas do sangue. Contudo, quando não são absorvidas de forma eficaz pelo organismo, estas toxinas podem acumular-se no fígado dando origem a uma nova infeção.

Para resolver este problema, a equipa liderada pelo nano engenheiro Shaochen Chen criou uma matriz de hidrogel com nano partículas que funciona como um fígado, detetando, atraindo e capturando as toxinas do sangue. Nos estudos ‘in vitro’, o dispositivo conseguiu neutralizar completamente as toxinas.

Esta criação vai inspirar o desenvolvimento de novos dispositivos de desintoxicação através da técnica de impressão em 3D, já que esta tecnologia permite uma maior customização dos produtos”, explica o nano engenheiro Chen em comunicado de imprensa.

O laboratório de Shaochen Chen já demostrou que é possível usar impressoras 3D para criar outras estruturas e tecidos complexos, como vasos sanguíneos, em apenas alguns segundos, e recorrendo a um hidrogel embebido com células vivas.

BOAS NOTÍCIAS

SOBRE Christiano Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *