[CHRISTIANO MOURA] O debate em que Zerinho tornou-se o melhor pra Cajazeiras


zerinho-melhor-1992_800x450

O ano era 1992. O empresário José Nello Zerinho Rodrigues, então vice-prefeito de Cajazeiras, disputava a eleição para prefeito contra o médico Epitácio Leite Rolim, que tentava voltar à Prefeitura. Zerinho contava com o apoio do velho MDB e do prefeito Antonio Vituriano de Abreu, que gozava de boa aceitação popular junto à classe média. Epitácio trabalhava montado no seu diploma de médico e tinha o apoio maciço das camadas mais populares.

Parada dura. Duríssima! Epitácio tinha a simpatia de boa parte da imprensa local. Naqueles tempos de legislações outras, com as bênçãos de Gutemberg Cardoso e Carlos Roberto Pereira, um slogan imbatível foi cunhado para a sua campanha: “O homem é bom, o homem é espetacular”, pinçado de uma música do grande Luiz Gonzaga. Caiu na boca do povo: em qualquer esquina tinha gente repetindo o slogan e a campanha de Epitácio era um verdadeiro céu de brigadeiro.

Mas tem sempre o imponderável nas campanhas políticas. Foi marcado um debate a ser retransmitido pela Difusora Rádio Cajazeiras. Temor de ambos os lados. Nem Epitácio e nem Zerinho eram lá grandes oradores. Ainda mais no calor de uma campanha acirrada. Zerinho preparou-se com afinco e sob os cuidados dos irmãos Josival e Adjamilton Pereira e também de Fernando Caldeira, dentre outros.

Chegou o dia. Uma multidão aglomerou-se nas Oiticicas, em frente à Câmara de Vereadores, local do debate. A retaguarda da propaganda de Zerinho, confiante na sua exaustiva preparação para o embate, estava confinada preparando uma estratégia para sair às ruas após o debate entoando o slogan “Zerinho é o melhor”. Oras, se Epitácio era bom, Zerinho era o melhor. E o melhor para Cajazeiras seria Zerinho. Mais simples e direto impossível!

Epitácio não foi ao debate, ficando para o terceiro candidato, o bem preparado petista Severino Dantas, a opção de fustigar Zerinho, que mesmo assim conseguiu sair-se um pouco melhor. A multidão que tomava conta das ruas saiu empunhando a bandeira do melhor e a campanha tomou outro rumo, já que outras estratégias também foram colocadas em prática. Ao fim, Zerinho sagrou-se prefeito de Cajazeiras com uma maioria de apenas 114 votos. Eu vi. Eu estava lá.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *