Posts in category

ARTICULISTAS

As melhores cabeças.


Melancolia junina

Read More

Resgatando saudades

Read More

Pausa para forrozeiros paraibanos

Read More

As minhas noites de São João, desde a mais tenra infância, sempre tiveram o sabor de um poema de Manoel Bandeira. Mesmo sem conhecer o vate pernambucano, a melancolia esfumaçada da época junina esteve presente na mais longínqua de minhas memórias. Ainda bem criança marca o primeiro São João sem meu irmão Manoel, abruptamente retirado …

0 13

 “Chora! A nossa Pátria Mãe gentil Choram Marias e Clarices No solo do Brasil” No período das festas juninas, o cajazeirense que reside em outras longínquas terras, sente mais do que em outra época, o desejo de voltar ao seu torrão natal para comer milho assado, pamonha, canjica e dançar ao som da sanfona, do …

0 9

Você escuta, canta, assovia, solfeja, cantarola, dança a música. Rumina. Em torno da fogueira, a família se reúne, solta traque, canhão, chuvinha, bombas, foguetes de São João. A música está ao fundo, instigando alegria e, quem sabe, o reviver de quadrilhas ou cenas de amores furtivos ou paixões incontroláveis. Você dança. Ah, a dança! Dança …

0 15

O universo de saudade, nos faz com que possamos criar um mundo virtual, onde buscamos resumir o passado apenas as coisas que nos fizeram felizes. Eu gosto de flutuar no antes, de buscar coisas que mexeram com meus passos, com meus sonhos e descreveram a trajetória de minha vida. A alegria de rever retratos, de …

0 10

  Como me considero um estudioso do futebol, nestas minhas andanças na busca de conhecer e entender melhor este esporte que é o que mais atrai os desportistas do mundo inteiro, jamais entendi a causa da infinita tradição deste em teimar na sua manutenção extremamente arcaica nestes tempos em que vivemos a plena modernidade. Todos …

0 10

É óbvio que já não se fazem festas juninas como antigamente… E é inspirado por um sentimento de nostalgia que nasce a Coluna de hoje que se torna, assim, uma espécie de crônica de saudades. As festas juninas eram de uma simbologia ímpar. Carregavam uma aura de amizade e de vizinhança. Não era à toa …

0 12

Confesso a vocês que fiquei maravilhada, quando comecei a pesquisar acerca dos festejos de Santo Antônio, São João e São Pedro. Tal interesse nasceu por ocasião desta coluna, visto que a escrevo fazendo uma associação entre tempo cronológico e leitura do tempo; isso me dá a sensação de estar “atualizada” e ser mais útil ao …

0 28

Quem na vida não teve um sonho que ficou esquecido por imposição dos nossos pais? Quem não pensou em ter uma Bicicleta, uma boneca e não conseguiu devido às ironias do destino financeiro? Quem não buscou nas suas calças velhas atualiza-las em novas, para se impor na moda do seu tempo, bem lavado e com …

0 31

No alpendre de Impueiras o som de velhos sucessos de Jackson do Pandeiro esgueirava-se nas franjas do tempo inundando nossos ouvidos e sentimentos com lembranças e memórias encantadas em brumas e nevoas de fogueiras. O cheiro inebriante da pólvora queimada antecipa o barulho das bombas e artefatos que insistem em despertar divindades adormecidas no imaginário …

0 17

Há dez anos, numa noite de São João, na Fazenda Campo Alegre, município de São João do Rio do Peixe, os filhos, genros, noras e netos de José Cavalcanti e Ildinete Queiroga Cavalcanti, realizaram uma bonita e tocante festa para comemorar os 40 anos de seu casamento: para uns as Bodas de Esmeralda para outros …

0 98