Posts in category

CRISTINA MOURA


As tradições folclóricas são saborosas com o povo do sertão. As festas juninas e julinas são sempre melhores no interior, preferencialmente na zona rural. Um pavilhão de significados, girando, girando. Vamos abrir a porta, vamos entrar na casa do caboclo, do caipira, do jeca, do sertanejo, do matuto, do implacável defensor da terra. Mais água …

0 59

Estive pensando, pensando. Tomei algumas decisões que pareciam urgentes. Vou fazer uma limpeza gramatical de pensamentos. As figuras de linguagem me auxiliarão nessa viagem. Economizarei alguma coisa, eliminarei esforços, vou tangendo os burros da estrada. É eliminação e, ao mesmo tempo, perfume. Trata-se de uma daquelas faxinas que aproveitam alguma quinquilharia guardada, com cheiro de …

0 5

Ouvi dizer em algum lugar que não devemos esperar demais dos outros. Por não seguir à risca esse argumento, eu acabo, às vezes, sofrendo com reações de algumas pessoas ou me surpreendendo com lugares. Certa vez, encontrei uma colega de infância numa agência bancária. Estudamos pelo menos durante oito anos na mesma escola, na mesma …

0 7

Escola Nossa Senhora do Carmo. Na sexta série, aos onze anos de idade, eu comecei a me soltar, a me envolver mais com música, dança e teatro. Foi na escola que a timidez começou a ser vencida, com o auxílio da nova morada, no Alto Belo Horizonte. No bairro, o convívio com uma nova turma. …

1 197

Nosso imaginário era pura disciplina. Acordar cedo, tomar um banho frio, fazer um lanche, chegar à escola. Da Rua Justino Bezerra até a Escola Nossa Senhora do Carmo parecia uma distância enorme. Antes disso, era de praxe acenar para Dom Zacarias, que estava na sacada do palácio, contemplando a paisagem. Ao completar o roteiro, aquela …

0 79

Meu universo pomar se incandesceu de maçãs. Como em canto, também uvas enfileiradas. Meu universinho pomar se enverdejou de inverno, propôs mais verde, teceu o laranjal. Veja, moço, como a terra é boa, o negócio vai prosperar em sinfonia. O preço nem está alto, alta é a performance dos coqueiros, água doce para beber e …

0 63

Na minha frente, o mundo se abria, vertiginoso, dizendo aos meus olhos que tudo é um mistério voador. Um cheiro alegre e acolhedor me fez chorar pelas narinas. Era um espirro aos montes, rasgando e, ao mesmo tempo, abraçando-me por dentro. As cores eram gradativas: mel, coco-do-mato, algaroba.   Misturavam-se as vontades como o açúcar …

0 3

Sinto pena do vendedor de sonhos. Sinto pena dos sonhos. Peço desculpas por estar sentindo pena, pois pena é falta do que fazer. E foi, sem ter o que fazer, que fiquei, quando percebi o rapaz vendendo alguma coisa encantada. Não eram sonhos – aqueles pãezinhos doces, recheados com um creme bem amarelinho e gosmento. …

0 4

Sem pedir licença, Alice foi logo subindo no palco, pegando o microfone e falando que era aquilo mesmo, um por todos. Queria ser a presidente da turma, naquele dia vestiu-se de preto, queria dar um mote fechado e introspectivo, não sabia que era feriado. Estava lacrimejando porque um colírio havia perturbado a sua tarde daquela …

0 219

  Sempre soube que a fruta, rica em potássio, é fundamental para a perfeita oxigenação do cérebro. Portanto, ativa a memória, faz bem lembrar e determina as construções dos nossos níveis de percepção. Foi sempre por isso que achei importante comer banana. Aprendi e degluti, tudo ao mesmo tempo.   Entre uma refeição e outra …

1 10