Cajazeiras-PB, 21/10/2017

Caminhões-pipa retiram 2.500 carradas de água por mês de Lagoa do Arroz

Noventa e nove caminhões da Operação Pipa, do Exército estão retirando água todos os dias do açude de Lagoa do Arroz, em Cajazeiras, para abastecer as comunidades rurais de 10 municípios da região de Cajazeiras e Sousa, gerando preocupações na população que teme que o açude seque antes do final do ano.

Duas adutoras estão sendo implantadas no manancial para abastecer a zona norte de Cajazeiras e a cidade de São João do Rio do Peixe, entretanto, a população teme que quando elas estiverem prontas, o açude não tenha água suficiente.

São 2.500 carradas de água por mês, que estão saindo do açude de Lagoa do Arroz, que perfazem um total de 22.680 litros de água ou 22.680 metros cúbicos. Cada caminhão tem em média capacidade para 9 mil litros de água. Os municípios que estão sendo abastecidos pelo açude de Lagoa do Arroz são: Cajazeiras, Bernardino Batista, Joca Claudino, Lastro, Poço Dantas, Triunfo, Uiraúna, Vieirópolis, São João do Rio do Peixe e Cachoeira dos Índios.

Esses caminhões estavam pegando água no açude Lima Campos, em Icó, entretanto, o manancial também ficou com o volume baixo. Ele recebia água por meio de um túnel do açude de Orós para manter o volume necessário de água, especialmente para irrigação, entretanto, isso deixou de acontecer, em função da crise hídrica que afetou o semiárido nordestino nos últimos seis anos, especialmente o Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte e Pernambuco.

lagoa do arroz, carro pipa.jp2_800x450

Recuperação da estrada e base

Segundo o secretário de Desenvolvimento Rural, Eudomar Pereira, o Exército solicitou que a Prefeitura recuperasse a estrada e fizesse uma base na margem do açude para que os caminhões pudessem ser abastecidos, o que foi feito. O Exército instalou motores a óleo no manancial para fazer o abastecimento. O coordenador geral da Operação Pipa do Exército (16 RC MEC) é o Capitão Henan.

Cajazeiras – Segundo o coordenador municipal da operação pipa em Cajazeiras, Krivlan Oliveira, o município atualmente conta com 20 pipas pegando água no Açude de Lagoa do Arroz, para abastecer 349 pontos de abastecimento na zona rural.

Cada ponto recebe a quantidade de água programada pelo Exército, de acordo com a população, sendo calculado 20 litros de água, por pessoa. Tem ponto de abastecimento que recebe até quatro carradas por mês.

lagoa do arroz, carro pipa.jp3_800x450

Volume Lagoa do Arroz

O açude de Lagoa do Arroz está hoje com 14 milhões 851 mil metros cúbicos de água, 18,5% de sua capacidade que é de 80 milhões 220 mil 750 metros cúbicos de água.

No inverno tomou bastante água. Em janeiro estava com apenas 4 milhões 552 mil metros cúbicos e em maio, chegou a 17 milhões 107 mil metros cúbicos. De maio até hoje, portanto, já perdeu 2 milhões 216 mil metros cúbicos de água. O açude abastece as cidades de Santa Helena e Bom Jesus.

SOBRE Gazeta do Alto Piranhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *