Cajazeiras enfrenta crise hídrica e Cagepa recomenda cautela no consumo


Há mais de um ano a cidade de Cajazeiras vem passando por um racionamento no seu abastecimento de água, em virtude do baixo volume do açude de Engenheiro Ávidos.

Uma das orientações apresentadas pela Cagepa é que os seus cliente possam se precaver com reservatórios em suas residências para ficarem abastecidos por dias até que retorne o atendimento pelo cronograma de abastecimento até o seu bairro.

Problema agravado – Mas a crise hídrica nunca esteve tão forte. A Cagepa precisou fazer o prolongamento do sistema de captação flutuante no último dia 05/10, já que o espelho de água de Boqueirão de Piranhas reduziu consideravelmente. Para este trabalho ser executado todo o bombeamento de água para a cidade foi paralisado durante um dia inteiro.

Cinco dias depois da retomada do bombeamento, a adutora que abastece a cidade veio a romper o que ocasionou nova paralisação. Neste sábado (15), foi a vez de a Energisa deixar toda a cidade de Cajazeiras e a captação a estação de tratamento de água da Cagepa, em Boqueirão, sem energia, o que mais uma vez paralisou o abastecimento de toda a cidade.

Por último, e não menos grave, foi o fato de na noite deste mesmo sábado, a rede que abastece toda a Zona Norte de Cajazeiras veio a se romper, deixando todo o setor sem água, justamente no momento em que o cronograma de abastecimento estava atendendo essa região da cidade, que há dias já vinha sofrendo sem água.

boq-gato-out2016

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *