Cajazeiras-PB, 24/10/2017

Cajazeiras caminha rumo ao progresso?

O recém eleito e empossado prefeito de Cajazeiras, médico José Aldemir Meireles, ingressou na política como suplente de deputado estadual, em 1982, pelo PMDB e no de 1983 assume a titularidade do mandato, sendo reeleito consecutivamente em 1986 e 1990 para a casa de Epitácio Pessoa. Em 1994 conquista uma vaga de deputado federal, tentou a reeleição mas não saiu vitorioso.

Em 2002, saiu do PMDB e ingressou no PSB e foi eleito deputado estadual; em 2006 muda de legenda e ingressa no PFL e se elege mais uma vez deputado estadual e em pleno mandato deixa o PFL (foi extinto) e ingressa no DEM e em 2010 foi reeleito deputado estadual. Em 2014 se muda para o PEN e é reconduzido para a assembléia, em 2016, renuncia para concorrer ao cargo prefeito de Cajazeiras, sendo eleito pelo PP.

Como vemos, a história registra que José Aldemir, ao longo de sua vida pública foi filiado ao PMDB, PSB, PFL, DEM, PEN e PP. Fica a pergunta: qual destes partidos José Aldemir segue a sua linha programática, depois de desfilar como socialista, democrata, ecologista e progressista?

Talvez seja exatamente o que poderia está faltando ao governo de Zé Aldemir: um conceito, uma ideologia, um rumo, um caminho, programas com objetivos definidos para que a sua administração passe a ter a sua cara, a sua marca. O que mudou nestes quase cinco meses de governo? Indagado sobre isto respondeu que a sua maior façanha tinha sido a da transparência de seus atos, nada de novo, além disto, porque  as mesmas práticas de outros governos continuam sendo executadas, principalmente as relacionadas ao departamento de pessoal, quando se contrata funcionários sem concurso público.

A vontade, a coragem, o ímpeto e o desejo de realizar sei que lhe não falta, mas o tempo é cruel, não para,  e necessário se faria começar a repensar a possibilidade de ampliar o diálogo com a sociedade e evitar as improvisações, que na ânsia de “agradar” termina por prejudicar a imagem de sua gestão. Estão começando as manifestações de desagrado, dentre elas a dos servidores da saúde, liderada pelo sindicato que o ajudou na eleição.

Com a larga e longa experiência como deputado estadual, mas principalmente por ter passado quatro anos em Brasília e conhecer influentes congressistas como amigos pessoais e partidários, José Aldemir, tem todas as chances de colocar o município de Cajazeiras nos trilhos do progresso e tentar reconquistar as posições perdidas, ao longo dos últimos doze anos, no cenário político e econômico da Paraíba.

Os desafios e as dificuldades são imensos e dentre elas as questões políticas partidárias (do ponto de vista das oposições) e as próximas eleições, ressaltando um fato extremamente relevante que é o de sua esposa e atual secretária de saúde ser candidata a deputada estadual.

Fato desta natureza aconteceu recentemente quando o médico Léo Abreu resolveu acatar a candidatura de seu pai como deputado estadual, o que poderá ter sido a causa principal de sua renúncia, já que não pode extirpar do corpo de sua gestão, a disputa política e o resultado a cidade inteira tem conhecimento.

Será que a candidatura da Dra. Paula não poderá contribuir nos rumos da gestão de Zé Aldemir? Não devemos esquecer-nos de olhar com muita atenção  para os números que fizeram a diferença entre Denise e Zé Aldemir, que foi um pouco mais do mil votos, por eles se traduz que as próximas eleições, tendo um representante ligado diretamente ao prefeito, poderá acontecer uma polarização com o candidato das oposições e como se cogita que poderá ser a Dra. Denise, aí vai pegar fogo.

Não vislumbro a possibilidade do município de Cajazeiras tomar o rumo do progresso enquanto existir a cada dois anos uma eleição, principalmente, quando os que sentam na cadeira de prefeito, têm interesses em eleger familiares.

E aí, como fica o caminho do desenvolvimento e do progresso?

SOBRE JOSÉ ANTONIO DE ALBUQUERQUE

JOSÉ ANTONIO DE ALBUQUERQUE
Professor e historiador, fundador do jornal Gazeta do Alto Piranhas e diretor da Rádio Alto Piranhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *