Cagepa reduz captação de água em Boqueirão de Piranhas


Atendendo às determinações da ANA (Agência Nacional de Águas), a Cagepa de Cajazeiras reduziu mais uma vez a captação no Açude Engenheiro Ávidos (Boqueirão de Piranhas) e consequentemente prolongou o racionamento na cidade. A captação que era de 153 litros por segundo passou a ser de apenas 120 l/s.

De acordo com Cleudismar Alexandre (Nenem da Cagepa), gerente da 9ª Região da Cagepa (responsável por Cajazeiras e municípios circunvizinhos), a determinação tem como motivação principal o atual nível do manancial, que é de apenas 7% da sua capacidade.

A redução da captação prolonga o racionamento e faz com que o rodízio aumente, por isso falta água em algumas casas em determinados dias, sobretudo as que ficam em bairros periféricos.

Contudo, Nenem afirma que apesar do racionamento e dos rodízios, o abastecimento de Cajazeiras está garantido até a próxima quadra chuvosa (entre março e junho do ano que vem) ou até a conclusão das obras da transposição do Rio São Francisco.

“Com o monitoramento e o balanço hídrico que nós temos em mãos, essa água é suficiente para que a gente chegue até o período da próxima quadra chuvosa  ou à chegada das águas da transposição do Rio São Francisco”, disse o gerente.

Ele também acredita que até lá outra importante obra hídrica terá sido concluída, a adutora que capta água do Açude Lagoa do Arroz para Cajazeiras. Segundo Nenem, a nova estação de tratamento da cidade já está pronta, bem como as estruturas no próprio açude, faltando apenas terminar 1,2 km do percurso em tubulações.

BOQUEIRAO-JULHO-2016

Previous OAB Cajazeiras vai lançar campanha: Exija Ordem
Next Construtora abandona trecho das obras de Transposição do Rio São Francisco

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *