Cajazeiras-PB, 18/11/2017
HOME » ESPORTES » Atlético e Treze empatam em 1 a 1 no Perpetão

Atlético e Treze empatam em 1 a 1 no Perpetão

treze-perp

Em um jogo bem movimentado, mas com pouca inspiração dos ataques, Atlético e Treze não foram além de um empate por 1 a 1, nesta quarta-feira. A partida, que marcou a estreia do técnico Leandro Sena no comando alvinegro, foi realizada no Estádio Perpetão, em Cajazeiras, pela nona rodada da 2ª fase do Campeonato Paraibano.

Apesar das boas chances de gols de ambos os lados, os gols só saíram no segundo tempo. O Galo abriu o placar com Clébson aos 30 minutos, enquanto que Júnior Mineiro deixou tudo igual aos 34. O resultado manteve os dois times nas mesmas posições. O Atlético segue em terceiro, com 14 e o Treze na quinta colocação, com 11.

Os dois times voltam a campo no próximo domingo. O Trovão Azul enfrentará o CSP, campeão da primeira fase, no Estádio da Graça. Já o Treze recebe a visita do Auto Esporte, no Estádio Presidente Vargas.

Primeiro tempo movimentado, mas sem gols

Atlético e Treze fizeram um primeiro tempo bastante movimentado. Jogando em casa, o Trovão Azul teve mais posse de bola. E chegou com mais frequência à meta alvinegra. Na primeira investida dos sertanejos, Júnior Mineiro recebeu de Cleitinho, mas o atacante estava em impedimento.

O Galo deu a resposta em seguida com Fernandes. O meia ariscou de fora da área, mas a bola saiu fraquinha, sem perigo para o goleiro Bel. Em outro bom momento do time alvinegro, Birungueta soltou uma bomba e a bola passou rente ao gol do Atlético, aos 24 minutos.

Passado o susto, o Trovão teve várias chances de marcar. Na primeira delas, o lateral-direito Kaká chutou, Gilson deu rebote e Júnior Mineiro obrigou o goleiro galista e fazer outra grande defesa. O Treze respondeu com Jonatas Belusso. O atacante chutou forte e a bola quase entra no gol de Bel.

O Atlético passou a pressionar o adversário em busca do gol. Téo avançou pela direita e chutou forte. Bem posicionado, Gilson fez uma grande defesa, espalmando para escanteio. Na sequência, a zaga alvinegra aliviou. A melhor chance do time atleticano viria em seguida: Tiago deixou Kaká na cara do gol, mas o lateral chutou para fora, aos 40 minutos. E com os goleiros em boa fase, o placar do primeiro tempo terminou mesmo em branco.

Atlético e Treze marcam no segundo tempo

Os dois times voltam para o segundo tempo com as mesmas formações. E assim como no primeiro tempo, coube ao Atlético tomar a iniciativa de ataque. Téo cobrou falta perigosa para a área, mas bola passou por todo mundo e saiu pela linha de fundo.

O Galo respondeu à altura. Douglas Packer fez boa jogada individual e acertou trave do Trovão Azul, aos 12 minutos. Passado o susto, o técnico Reginaldo Sousa se viu obrigado a fazer mudança no time. Lesionado, Cleitinho foi substituído por Cleinton Cearense.

No Treze, o estreante treinador Leandro Sena mudou dois jogadores para buscar a vitória: Clébson e Fabinho Cambalhota entram nos lugares de Téssio e Jonatas Belusso, respectivamente.

Com as mudanças, o time trezeano melhorou o seu futebol e, em contra-ataque rápido, abriu o placar. Jailson cruzou na área, e Clébson acabou tocando para o fundo da rede de Bel, aos 30 minutos.

Após ser surpreendido pelo adversário, o Alviceleste foi para o ataque e conseguiu o empate. Depois de boa jogada de Roberto Santos, que entrara em lugar de Da Silva, o atacante Júnior Mineiro marcou de cabeça, aos 34 minutos.

Com a igualdade no marcador, os dois times ainda tentaram chegar ao segundo gol. Mas os goleiros garantiram o empate, que não modificou a posição dos clubes na tabela de classificação.

GLOBOESPORTE.COM

SOBRE Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *