Cajazeiras-PB, 23/10/2017

Anônimo doa carro adaptado a mãe que ficou deficiente no parto

carro_mae

Uma mãe que ficou paraplégica, depois do parto do terceiro filho, encontrou um carro novo de 45 mil dólares, quase 100 mil reais, no gramado, em frente à casa dela.
O veículo, um Nissan Pathfinder, foi deixado por um anônimo bom samaritano, em Oak Flats, sul de Wollongong, na Austrália.
O doador deixou para Jessie Bruton um carro adaptado, para “fazê-la sorrir”.
Ele tem controles manuais e é grande, para caberem a cadeira de rodas de Jessie e os carrinhos de bebê de Levi , de 7 anos , Nash , 2, e de Klay, de 6 meses. O carro estava com um laço vermelho gigante estacionado.
Jessie Bruton, de 27 anos deixou de sentir as pernas há 9 meses, por causa da pressão sobre sua coluna vertebral, o que causou danos aos nervos da região.

“Eu tive um dia muito ruim … estava cheia de dores. Nós chegamos em casa e o carro estava lá. Eu não achei que era para mim. Ficamos sentados na frente de casa por muito tempo até verificarmos se ele estava aberto”, disse Jessie ao MailOnline . O generoso doador deixou um cartão dentro do carro dizendo que esperava que o presente fizesse a Sra. Bruton sorrir, depois do que ela tinha passado.
“Meu marido Mick estava chorando, eu estava chorando e os meus meninos estavam correndo ao redor, tentando encontrar DVDs para colocar no carro”, disse ela . “Olhei para ele por muito tempo, mas quando eu entrei e percebi que era pra mim. Foi incrível”, lembrou.
“No começo eu pensei que fosse meu amigo Kylie, por trás disso , porque ela está organizando uma festa beneficente. Mas falei com algumas pessoas e ninguém sabia de nada “, disse a Sra. Bruton .
A família procurou a empresa que vendeu o carro, mas o vendedor não quis revelar quem foi o comprador foi generoso . “Então eu pensei que eles fizeram isso fora da bondade de seu coração, de modo que eu não deveria cavar em torno de encontrá-los , se eles não querem que eu “, disse ela.

Na semana passada a Jessie passou no teste de deficientes para dirigir o carro novo. “Meu marido e fomos a um café ontem à noite e eu dirigi. Eu me senti normal, pela primeira vez em 12 meses ” , disse ela.
Os médicos não têm certeza se Jessie voltará a andar. Ela está fazendo fisioterapia para tentar recuperar os movimentos das pernas.

DAILY MAIL

SOBRE Christiano Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *