Cajazeiras-PB, 19/10/2017

A Faisqueira do Gazeta

Pressa   A ansiedade de tomar posse como prefeito de Cajazeiras, José Aldemir, não esperou nem a Câmara Municipal, a quem compete, fazer o convite para a sua investidura no cargo e se antecipou fazendo a divulgação dos atos da Câmara. A inversão de poderes se daria também se fosse o prefeito que convidasse para a posse dos vereadores. Seria este o “jeito certo”?

Baixo nível de confiança  Por incrível que pareça, numa consulta informal, a maioria dos entrevistados revelou que não acredita que os onze vereadores eleitos para fazer oposição política ao governo do município de Cajazeiras, a partir de 2017, mantenham esta posição. Titlin!

Zé Perfeitinho  Tem-se ouvido a boca miúda, entre os correligionários de Zé Aldemir, que a partir do dia 02 de janeiro, tudo que ele vai fazer será “perfeito”, fazendo um contraponto às ações de Denise, que pra eles seria tudo “imperfeito”. Isto se chama, disse um opositor: “a ilusão do poder”.

No colo  O prefeito de Cajazeiras, Zé Aldemir, terá no seu colo assim que amanhecer no dia 02 de janeiro: a coleta do lixo, os PSFs funcionando com todas as equipes, combustível para a frota de veículos e pagamento dos meses de novembro e dezembro de 2008, cujos recursos foram bloqueados pela justiça.

Promessa de campanha  Como as duas grandes bandeiras de sua campanha foram “Transparência e respeito ao dinheiro do povo”, espera-se que sejam dadas as devidas publicidades aos seus atos, até porque não tem como proceder a uma licitação para estas ações imediatas. Deverá encontrar o “jeito certo de fazer”.

Dupla recusa  O Padre Janilson, Pároco de igreja de São João Bosco, teria sido convidado para assumir a Secretaria de Educação, como recusou, foi feito o convite para que sua irmã, professora Josefa Veríssimo Rolim (Profª. Zeneide) assumisse a secretaria adjunta, cujo nome foi anunciado publicamente, mas não teria a liberdade de “montar sua equipe”,  também disse não.

Rindo a toa  Os titulares de alguns blogs e sites de Cajazeiras e da região ficaram com a boca pequena para o tamanho do sorriso quando tomaram conhecimento que a verba destinada para publicidade é o duplo da do ano de 2016, como consta do Orçamento do Município: R$853.143,00.

Já estaria certo: Alguns destes blogueiros, com informações privilegiadas, já andaram dando pistas qual seria a possível agência a ser a dona da conta de publicidade institucional da prefeitura de Cajazeiras. Repassaram o nome da agência para a coluna.

Reforma Administrativa?  Aumento de despesa de pessoal no novo governo do município de Cajazeiras, mesmo nestes tempos de grave crise; já estaria pronto para ser enviado para a Câmara Municipal um Projeto de Lei criando mais cargos no primeiro escalão. Um vereador teria dito que isto tem “cheiro” de acomodação político-partidária.

Pobre cultura  A Terra da Cultura, como se vangloria todo filho de Cajazeiras, deverá se decepcionar quando tomar conhecimento do valor que consta no orçamento, para as atividades culturais, aprovado para 2017, o quanto é irrisório: R$780.356,00.

Pobre cultura  Estes recursos estão carimbados para construção de duas casas de Cultura: nas Capoeiras e Por do Sol e uma Centro Cultural na Vila Nova, além de uma ampla reforma no Centro Cultural  Zé do Norte. O futuro titular da pasta, professor Chagas Amaro, vai ter que obrar milagres, além de ter que ir atrás de recursos em Brasília para poder realizar grandes eventos culturais.

GAZETA DO ALTO PIRANHAS

SOBRE Gazeta do Alto Piranhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *