Cajazeiras-PB, 13/12/2017
HOME » CAJAZEIRAS » A Faisqueira do Gazeta

A Faisqueira do Gazeta

Privilégio  Circula no meio radiofônico de Cajazeiras que dois veículos de comunicação já teriam sido agraciados com uma polpuda verba publicitária, mesmo antes da assinatura de contrato com a empresa que cuidará da verba publicitária da prefeitura. Este fato teria chegado aos ouvidos de alguns através dos próprios agraciados. Amigo é pra se guardar do lado esquerdo do peito.

Tempo fechou  Proprietário de site e o prefeito de Cajazeiras estariam “bloqueados” de sentarem na mesma mesa. Por mais uma vez, ao se encontrarem, saiu “faísca”, trovões e relâmpagos. Foi preciso gritar pelos bombeiros, mas que não chegaram, porque na cidade de Triunfo não tem os homens que apagam incêndios, onde estavam os contendores.

Dossiê  Médico Carlos Antonio, ex-prefeito de Cajazeiras, declarou que estaria levantando um material para construir um discurso “demolidor” contra o prefeito de Cajazeiras, médico José Aldemir, que ao tomar conhecimento, respondeu: “eu nem preciso procurar documentos, porque o Ministério Público tem de ruma contra ele”. Essa briga vai longe e com previsão de se tornar maior ainda em 2018, ano de eleições.

Cutuca daqui, cutuca dali  As oposições ao prefeito de Cajazeiras, Zé Aldemir, não têm dado trégua e nesta semana, além dos vereadores e outros lideres reapareceu em cena o não menos irrequieto Antonio Gobira, que deu cutucada pra tudo que é lado. 

Ao vivo e a cores  O ex-vice prefeito de Cajazeiras, advogado Júnior Araújo, que teria sido criticado numa emissora de rádio da cidade, solicitou um espaço para se defender, e com todas as palavras, iniciou dizendo que iria processar os dois apresentadores do programa por ter sido “achocalhado e insultado”, além de ser considerado “oportunista”. No ar, o apresentador e Júnior Araújo quase “entupiram” os microfones.

Bonito e novo  O deputado estadual Jeová Campos, no programa Rádio Vivo, na Rádio Alto Piranhas, lançou seu filho Victor Campos, como candidato a prefeito de Cajazeiras, em 2020. O que teria levado Jeová a lançar o nome de seu filho: “é bonito, limpo e novo”. Já é um bom começo. Na última campanha estreou nos palanques defendendo o nome de Denise para a prefeitura de Cajazeiras.

Futuro rompimento?  O deputado Jeová ao declarar que seu filho é candidato a prefeito de Cajazeiras, em 2020, sinaliza que seguirá sozinho, ou seja: nem formará ao lado do grupo Carlos/Denise ou no de Zé Aldemir, que deverá postular sua reeleição. Novamente vamos ter três candidatos, no mínimo, atrás de sentar na fofinha cadeira de prefeito.

 Não adianta nada  Um cidadão, observador do que acontece na província cajazeirense, comentou que esse negócio de caravanas de políticos estarem visitando as obras paradas da transposição do Rio São Francisco é a mesma coisa que tentar tirar leite em peito de homem e que o certo seria ir para Brasília e cobrar de forma contundente o reinicio, igual a luta que os de Campina Grande fizeram e conseguiram. É pura perda de tempo, é clamar no deserto.

Desmanchando  Existe um plano, nos bastidores, para desmanchar a eleição antecipada da Câmara Municipal de Cajazeiras, a exemplo do que já aconteceu em outros municípios. A antecipação teria sido um plano para não haver defecção/adesão rumo aos braços da situação. Não se sabe ainda quais as razões desta “rasteira”, mas tem muita chance de se concretizar.  É como diz Wilson Braga, a velha raposa da política: “a traição é o tempero da política”. 

É o jeito de ser  Tem gente em Cajazeiras querendo mudar o jeito de ser da Dra. Paula Meireles, primeira dama do município e secretaria de saúde. Para os que a conhece de perto  não vai mudar um milímetro, nem mesmo para atender ao seu próprio marido e muito menos para satisfazer a mídia. Essa “conversa” de tirá-la da secretaria de saúde é pura balela. Ela é realmente poderosa. Ponto final.

Números divergentes   O ex-diretor do IPAM  (Instituto de Previdência do Município de Cajazeiras), Wanderson Bandeira, afirmou que os números apresentados pelo atual gestor, na sessão da câmara municipal, são falaciosos e não condizem com a verdade e que vai apresentar uma planilha provando por mais A+B que ele falseou os dados/informações. Não adianta inventar: a matemática é uma ciência exata.

SOBRE Gazeta do Alto Piranhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *